domingo, 4 de junho de 2017

Eleições da Petros: Vote nas chapas 43 e 52



Prezados Participantes e Assistidos da PETROS

A Aepet, demais Associadas afiliadas da FENASPE, a própria Federação, o Sindiquimica, o Sindimar e os Sindipetros filiados a FNP e a própria Federação, assim como Conselheiros da Petros Eleitos, com mandatos em vigor e não seguidores do patronal, apoiam nestas eleições na PETROS para o Conselho Deliberativo a duplas 43 - Ronaldo Tedesco e Marcos André e para o Conselho Fiscal a dupla 52 Agnelson Camilo e Adaedson Costa.

Entre outras, as razões que nos levam a este apoio são as seguintes: 

Ronaldo Tedesco exerceu com efetividade o seu mandato como Conselheiro Deliberativo, quando juntos fizemos parte do mesmo colegiado, e podemos afirmar que ele se desenvolveu por iniciativa própria, participando de vários cursos de aperfeiçoamento e escreveu livro em parceria com o Conselheiro Silvio Sinedino sobre Governança, como parte dos trabalhos decorrentes e da conclusão do curso MBA sobre Previdência Complementar que ambos fizeram.

Ronaldo Tedesco foi eleito Conselheiro Fiscal e igualmente exerceu seu mandato com excelente desempenho. Nos dois primeiros anos do mandato, junto com o Conselheiro Fiscal Epaminondas Mendes, conseguiu o apoio dos conselheiros indicados pela Petrobrás. Depois, como presidente do CF, juntamente com Fernando Siqueira, conseguiu nos últimos quatro anos a rejeição das contas e gestão da Administração da Petros por unanimidade, o que conferiu ao Conselho Fiscal uma força muito grande. Tedesco, com seu profundo conhecimento, fez e faz competentes palestras por todo o País, expondo com clareza e riqueza detalhes a real situação da Petros.

Está terminando agora o mandato no Conselho Fiscal como presidente e precisa voltar para o Conselho Deliberativo para, juntamente com seu competente e operativo suplente Marcos André, dar continuidade ao trabalho que todos nós, juntos, estamos realizando nesses últimos 14 nos, cuja perseverança está produzindo efeitos com as várias mudanças ocorridas na Governança da Petros e providências para a responsabilização dos gestores pelos investimentos sem retorno  e recuperação desses recursos.

Agnelson Camilo foi suplente do Ronaldo Tedesco com mandato como Conselheiro Deliberativo, com participação efetiva em todas as reuniões, visto que suplente participa das reuniões e tem direito a voz, embora não vote. Agora, terminando seu segundo mandato, como suplente do Conselheiro Silvio Sinedino, exercido também com assiduidade e efetividade em suas intervenções e colaborações nas reuniões, decorrentes de sua experiência conquistada em seus oito anos de atuação nas reuniões.
Agnelson Camilo, com sua enorme experiência como Conselheiro Deliberativo e sua representação indiscutível como liderança da categoria petroleira, está plenamente credenciado para exercer como titular a responsável função de Conselheiro Fiscal, em companhia de seu suplente, o efetivo líder sindical Adaedson Costa. Além disto, é um grande defensor dos participantes e assistidos da Petros e é politicamente correto.
Peço-lhes que divulguem e votem nas duplas Chapas 43 para o Conselho Deliberativo e 52 para o Conselho Fiscal, porque são compostas por candidatos com enorme dedicação e competência para defender todos os participantes e assistidos da Petros.

Paulo Brandão - 21-987640030

Nenhum comentário:

Postar um comentário