quinta-feira, 4 de junho de 2015

CHAPA YVAN BARRETTO vai concorrer às eleições para a diretoria da AMBEP

Dirigentes de entidades representativas de participantes e assistidos da Petros, entre eles: Fernando Leite Siqueira, Paulo Teixeira Brandão, Ronaldo Tedesco Vilardo e Silvio Sinedino Pinheiro se licenciaram dos seus cargos nessas entidade no final do mês passado para poderem participar das eleições para a diretoria da AMBEP. Todos eles exercem mandatos de conselheiros da Petros e formaram a CHAPA YVAN BARRETTO. Este afastamento é uma exigência daquela entidade para a participação em suas eleições.
Fernando Siqueira, que encabeça a chapa, comentou: “Aguardamos até o último dia para inscrever uma chapa que possa recolocar a AMBEP novamente na defesa dos participantes e assistidos da PETROS. Queremos a novamente AMBEP que o saudoso Yvan Barretto tinha conduzido quando estava à frente da entidade e que, infelizmente, não temos visto mais”.
O programa da CHAPA YVAN BARRETTO inclui bandeiras históricas da entidade, como pode ser visto abaixo:
I-    Levar a AMBEP de volta à principal finalidade para a qual ela foi criada: defender os participantes e assistidos da Petros.
II – Reintegrá-la ao conjunto das demais Associações de participantes, assistidos e anistiados do Sistema Petrobrás e Petros unindo forças para conquistar a necessária e efetiva participação na Gestão da PETROS.
III-  Voltar a defender a Petrobrás, a Petros  e a Soberania Nacional.
IV- Dar, em conjunto com as demais entidades similares, efetivo suporte nas áreas: atuarial, financeira e jurídica, necessários aos Conselheiros Eleitos que defendam os interesses dos participantes e assistidos da Petros.
V- Manutenção e ampliação dos serviços e das atividades sociais associativos ofertados, e fomentando a maior integração entre associados.
VI- Mudança do Estatuto para torná-lo mais democrático, visando aumentar a representatividade dos Associados no Conselho Deliberativo, dar maior autonomia para as representações regionais, inclusive com eleição direta para os dirigentes locais.
VII- Melhorar  participação do quadro social nas discussões sobre questões de interesse coletivo com incentivo à apresentação de sugestões e propostas de ações oriundas da realização de eventos regionais e efetivadas pela diretoria nacional.
VIII – Melhorar a utilização dos recursos de comunicação sobre a Petros e a Petrobrás para esclarecimento do quadro social e potenciais associados.
IX- Equacionar a estrutura de receitas da AMBEP via contribuições dos associados de modo a alcançar autonomia e independência operacional em relação a utilização das facilidades de cobrança de mensalidades ofertadas pela PETROS e empresas do Sistema PETROBRAS.
Paulo Brandão também comentou sobre a chapa: “Estamos muito felizes pela repercussão da inscrição de nossa chapa. Pelo que temos ouvido dos associados, a vitória da CHAPA YVAN BARRETTO poderá recolocar a entidade nos trilhos para os quais foi criada. Nos últimos anos diversos participantes tem reclamado da atuação fragilizada da AMBEP na defesa dos participantes e assistidos da Petros. Queremos mudar o rumo desta prosa”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário